Instituto Nissan recebe equipes da 2ª fase do Inova-san

06/10/2019
Etapa Feeding será marcada por ciclos de mentorias
 
O Inova-san, programa de educação empreendedora e inovação aberta do Instituto Nissan, está a todo vapor. Na última semana, o Instituto Nissan recebeu representantes dos 21 grupos que passaram para a fase Feeding do programa na fábrica da Nissan, em Resende, para o evento de boas-vindas.
 
Além de uma visita técnica à planta, os participantes assistiram a uma palestra sobre empreendedorismo com Igor Ponchio, da Theia Educação, e protagonizaram um workshop sobre empatia, expectativas e anseios dentro do programa.
 
Durante esta nova etapa, que ocorre de outubro ao início de dezembro, os times terão, semanalmente, uma mentoria de 50 minutos com um mentor diferente. “O intuito é fazer com que os participantes tenham acesso a variados mentores e consigam, assim, expandir o seu campo de visão através do contato com diferentes backgrounds. O mentor precisa estimular cada time a se desenvolver tendo como base na sua própria experiência em uma das temáticas do Inova-San (Negócios Sociais, Meio Ambiente, Mobilidade Inteligente) além de se embasar no conteúdo disponível na plataforma que é liberado semanalmente”, explica Juliana Rosas, do Instituto Nissan. Também estão programadas uma visita à fábrica, um treinamento com conceitos e ferramentas utilizadas na produção da Nissan e uma oficina de Fab Lab com a Firjan, em Resende.
 
A apresentação final do projeto, chamada de Demoday, será realizada em dezembro, na fábrica da Nissan e, até lá, haverá uma nova seleção para a escolha de nove finalistas – três por categoria. Embora muito estruturado, dar vida a um projeto com essa dimensão não é fácil, como destaca Juliana. “O projeto foi um grande desafio. Não conhecemos nenhuma outra ação parecida aqui na região e queríamos ter um projeto local. Isso foi um diferencial porque conseguimos nos envolver mais com as equipes. É um projeto longo, mas acreditamos que ele tem um potencial muito grande de transformar a realidade da região Sul Fluminense e que, de fato, as ideias apresentadas vão sair do papel”, comenta.
 
Após a escolha dos finalistas, o Instituto Nissan continuará incentivando e viabilizando a criação de conexões e parcerias para que os projetos ganhadores sejam implementados.