inova-san.jpg

Instituto Nissan lança programa para estudantes universitários

01/08/2019
O Inova-san foca em educação empreendedora e impacto local
 
Com o objetivo de impulsionar a educação, a inovação e o empreendedorismo na região Sul Fluminense, o Instituto Nissan lança hoje o programa Inova-san, em parceria com a comunidade local de inovação Rio Sul Valley. Os estudantes universitários da região serão desafiados a desenvolver soluções para questões locais, relacionadas à uma das três temáticas: Meio Ambiente, Mobilidade Inteligente e Negócios Sociais.
 
“O Instituto Nissan tem a educação para cidadania como sua principal causa e a tecnologia e a inovação como eixo transversal. Com o Inova-san queremos desafiar e, ao mesmo tempo, apoiar os universitários com suas ideias para o desenvolvimento de soluções inovadoras e ações de impacto para a região”, explica Rosane Santos, gerente sênior de sustentabilidade da Nissan para a América Latina, e presidente do Instituto Nissan.
 
Os grupos deverão ser multidisciplinares com até 5 pessoas, sendo 3 estudantes universitários no mínimo. Os participantes poderão se cadastrar apenas com uma ideia inicial e inserirem as atualizações na plataforma para estruturá-lo até o último dia das inscrições, que têm início hoje e vão até o dia 22 de setembro.
 
Durante as etapas do concurso, o Instituto Nissan vai oferecer aos estudantes a oportunidade de participarem de uma série de atividades e experiências enriquecedoras que vão auxiliá-los no desenvolvimento de seus projetos, como o debate das ideias com especialistas, visita à fábrica da Nissan em Resende, programas de mentoria, entre outros.
 
Os autores dos três projetos vencedores serão premiados com uma viagem de imersão em tecnologia, inovação e empreendedorismo na cidade de São Paulo. Eles terão acesso também a cursos oferecidos pelo programa em parceria com Firjan e Sebrae. A premiação se estenderá às instituições de ensino dos vencedores, que receberão doações de peças de carros da Nissan para estudo e a oportunidade de realizar pesquisas em cooperação técnica com a fábrica da Nissan do Brasil.
 

Confira abaixo as etapas do Inova-san:

  • De 1º de agosto à 22 de setembro: Inscrições
  • 14 de setembro: Todos os inscritos serão convidados a participar do Ideathon, uma maratona a ser realizada em universidades da região, na qual poderão expor suas ideias com o objetivo de promover o debate para o enriquecimento dos projetos.
  • 23 de setembro: Final da primeira fase e divulgação dos projetos selecionados para a próxima etapa. Os 21 grupos escolhidos serão convidados a conhecer a fábrica da Nissan em Resende e passarão a ter encontros regulares de mentoria, com profissionais mentores capacitados.
  • 06 de dezembro: Final da 2ª fase e divulgação dos 3 projetos vencedores. Os grupos serão premiados com uma viagem de imersão em tecnologia, inovação e empreendedorismo na cidade de São Paulo. Eles terão acesso também a cursos oferecidos pelo programa em parceria com Firjan e Sebrae.
  • Para se inscrever e obter mais informações acesse: www.inovasan.com.br
     

    Regras básicas:

    As equipes participantes devem ter no mínimo 3 e no máximo 5 integrantes, sendo que:
     

    • Pelo menos 3 integrantes precisam ser alunos universitários de uma mesma Instituição de Ensino Superior (IES);
    • São considerados universitários alunos de graduação, tecnólogo, pós-graduação, mestrado, doutorado;
    • Os alunos de uma mesma equipe devem ser de pelo menos dois cursos diferentes. Não é permitida a inscrição de uma equipe composta por integrantes de um único curso;
    • Para grupos de quatro ou cinco integrantes, existe a possibilidade de ocupar uma vaga com um professor universitário ou um participante “coringa”, que não precisa se encaixar em nenhuma regra já mencionada;
    • É permitido criar equipes apenas de alunos. Nesse caso, quatro devem se encaixar nas regras acima e o 5° integrante pode ou não ser da mesma instituição de ensino superior (se encaixando como participante “coringa”);
    • O professor universitário integrante de uma equipe pode ou não ser da mesma instituição dos alunos;
    • Cada pessoa, seja aluno, professor ou “coringa”, só pode ser membro de apenas uma equipe;
    • Todos os participantes devem ter, no mínimo, 18 (dezoito) anos no ato da inscrição.