Inova-san: vencedores participam de tour da inovação

17/03/2020
Universitários visitaram diferentes espaços na cidade de São Paulo

 

Buscando impulsionar a educação, a inovação e o empreendedorismo na região Sul Fluminense, o Instituto Nissan lançou o Inova-san, em 2019, em parceria com a comunidade local de inovação Rio Sul Valley. Inédita na região, a inciativa teve mais de 950 jovens inscritos.

 

Os universitários foram desafiados a desenvolver soluções para questões locais relacionadas a uma das três temáticas: Meio Ambiente, Mobilidade Inteligente e Negócios Sociais. Depois de uma jornada que durou cerca de seis meses e envolveu eventos presenciais e online, mentorias com especialistas, visitas ao Complexo Industrial da Nissan em Resende e muita troca de conhecimento, foi eleito um projeto vencedor para cada categoria.

 

Em março, os integrantes dos grupos vencedores participaram de uma semana de imersão no ecossistema de inovação e tecnologia da cidade de São Paulo. Durante o período, os jovens fizeram visitas técnicas a startups e escritórios de coworking e conheceram grandes empresas consideradas referência no segmento. Eles também estiveram em laboratórios e espaços criados especialmente para ajudar no desenvolvimento de projetos inovadores – como os ganhadores do Inova-san – e, por fim, conheceram o The Box, o Estúdio de Design da Nissan América Latina.

 

Sem dúvida, o ponto alto das visitas foi a possibilidade de apresentar suas próprias startups e ideias para diversos profissionais de diferentes áreas e até mesmo para possíveis investidores. Conhecer os altos e baixos das trajetórias desses profissionais e de suas empresas também foi fonte de um rico conhecimento.

 

“Todas as visitas proporcionaram aos participantes um aumento expressivo na visibilidade nacional das startups vencedoras e ajudaram no empoderamento dos empreendedores do Inova-san”, afirma Marcos Goes, responsável pela Haze Shift, empresa parceira no desenvolvimento do Inova-san. “Eles puderam perceber que é possível materializar os projetos que possuem por meio da observação de outras inúmeras histórias de superação compartilhadas pelas pessoas que trabalham nos negócios visitados.” destaca Marcos, que também revela que a visita serviu ainda para que os jovens percebessem a capacidade deles de fazerem parcerias com outras regiões, instituições e empresas como forma de impulsionar seus projetos.

 

Moisés Souza, do AllZero, projeto vencedor na categoria Negócios Sociais, afirma: “Cada espaço visitado, contato realizado ou experiência compartilhada nos permitiu vislumbrar novos olhares e perspectivas e entendemos que toda mudança deve começar por nós.” Já Jonni Guiller, do Eco Bilge, projeto vencedor na categoria Meio Ambiente, faz questão de ressaltar a importância do Inova-san como um todo para o sucesso das iniciativas. Segundo ele, o programa permitiu ao grupo construir um modelo de startup sólido e promissor. “Hoje, sabemos exatamente aonde queremos chegar. Sem o Inova-san, teríamos muitas dificuldades para atingir esse mesmo patamar”, afirma.

 

Espaços visitados

Durante os cinco dias de imersão, os universitários visitaram os seguintes locais: a empresa MasterTech – referência em ensino de programação e transformação digital; a Estação Hack – o primeiro centro de inovação do Facebook no mundo; o CIVI-CO – um polo de coworking voltado para startups ligadas a impacto social; o FabLab Livre SP – laboratório público dedicado ao estímulo da criatividade, do aprendizado e da inovação; o Google Campus – centro de startups e ponto de encontro de empreendedores; o Cubo Itaú – o maior e mais relevante centro de empreendedorismo tecnológico da América Latina; o Inova-USP, o USP-CIETEC, o USP-Habitat’s e a Arena Santander – diferentes espaços dentro da Cidade Universitária da Universidade de São Paulo (USP) voltados para o desenvolvimento de trabalhos ligados à inovação; e o Estúdio de Design da Nissan América Latina.

 

Premiações

O tour de inovação e tecnologia é parte da premiação dos estudantes vencedores do Inova-san, que também inclui cursos de empreendedorismo e mentorias com executivos. Além disso, foram firmados termos de cooperação técnica com as universidades onde os jovens estudam (CEFET Angra dos Reis; UBM – Centro Universitário de Barra Mansa; e UGB – Centro Universitário Geraldo Di Biase) com o objetivo de buscar soluções em conjunto para os desafios operacionais da fábrica de Resende. As instituições também receberão um kit de motor do Nissan LEAF e um treinamento técnico para que os professores entendam melhor o funcionamento do veículo elétrico mais vendido do mundo e utilizem o material como objeto de estudo nos laboratórios de suas universidades.